Ministério da Saúde renova certificado de entidade beneficente do Dilson Godinho

11 Set 2018
2273 vezes

Hospital Dilson GodinhoA Fundação de Saúde Dilson de Quadros Godinho - Hospital Dilson Godinho teve o Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social na Área de Saúde (CEBAS), renovado por mais três anos pelo Ministério da Saúde, confirmando a prioridade em atender pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) e em reconhecimento à continuidade dos serviços prestados para toda a população.

O certificado, concedido pelo Governo Federal, é destinado às instituições sem fins lucrativos reconhecidas como entidades beneficentes das áreas de saúde, educação e assistência social. A confirmação da renovação foi oficializada através de publicação no Diário Oficial da União.

A Fundação de Saúde Dilson de Quadros Godinho assumiu de forma concreta os serviços e atendimentos na área em 2006, quando foi criado o Hospital Dilson Godinho, que se tornou rapidamente referência para toda a população, com destaques para as especialidades de Oncologia, Cardiologia e Nefrologia, mantendo como foco o atendimento humanizado e atenção igualitária para todos os pacientes.

Nos últimos anos, investimentos de recursos próprios e parcerias com o poder público e a iniciativa privada, garantiram que o Dilson Godinho ampliasse seus atendimentos. Hoje, a instituição é referência em uma área com população superior a 2,5 milhões de habitantes das regiões Norte, Nordeste e Noroeste de Minas, além dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e parte do sul da Bahia.

Para o diretor administrativo do Dilson Godinho, Éder Tadeu, a renovação do CEBAS mostra que o trabalho de todos, funcionários, corpo clínico e parceiros da instituição, está sendo bem executado. "É muito importante o hospital ser reacreditado pelos órgãos de fiscalização, especialmente em relação ao CEBAS. Este certificado comprova que o Dilson Godinho é uma entidade sem fins lucrativos, que tem um significado social muito grande, especialmente aqui na nossa região, carente, destinando, no mínimo, 60% da sua capacidade para atendimentos pelo SUS, e que tem uma demanda grande, com excelência no atendimento, de forma igualitária".

Éder Tadeu lembra que mesmo com o atual cenário de grave crise financeira, com atrasos nos repasses por parte do governo e também com a tabela do SUS desatualizada há 12 anos, a Fundação manteve, com muito empenho, prestando todos os atendimentos aos usuários SUS com qualidade, especialmente nas grandes especialidades de referência: oncologia, cardiologia e nefrologia. "É um hospital de grande importância para a região e contribui para o sistema de saúde de forma única. Atuamos com um cuidado diário no atendimento, de forma igualitária. Nossa porta de entrada é a mesma, sem nenhum tipo de distinção ao paciente, seja SUS, convênio ou particular, levando sempre em todos os atendimentos o nosso lema: ‘Um jeito humano de cuidar de você’", finaliza o diretor.

CEBAS

O Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social na Área de Saúde (CEBAS) é concedido pelo Ministério da Saúde à pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, cumpridas as condições definidas pela legislação. A obtenção do CEBAS possibilita às entidades a isenção das contribuições sociais e a celebração de convênios com o poder público, dentre outros.

A certificação tem como foco principal o fortalecimento da gestão do Sistema Único de Saúde e a melhoria do acesso aos serviços, com a potencialização das ações para a estruturação das Redes de Atenção à Saúde (RAS). Para obter o CEBAS a entidade tem que cumprir alguns requisitos, dentre eles que 60% dos atendimentos e internações sejam para pacientes do Sistema Único de Saúde. Em 2017, ano base para a renovação, a ocupação dos leitos no Dilson Godinho por pacientes do SUS chegou a 78,45%.

HOSPITAL DO CÂNCER

O Dilson Godinho é um dos hospitais que mais investiu nos últimos anos na inovação e possibilidades ao tratamento dos diversos tipos de cânceres e é responsável por mais de 70% de todos os tratamentos oncológicos feitos pelo SUS na região. São realizados, por mês, cerca de 7 mil procedimentos de radioterapia, 2.500 consultas médicas da equipe multiprofissional oncológica e 1.300 procedimentos de quimioterapia.

Dois Aceleradores Lineares, com as mais novas tecnologias de tratamento, estão à disposição dos pacientes SUS e fazem parte da estrutura da Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Terapia Nutricional e Oncologia (UNACON I), que é composto dos serviços de Quimioterapia, Radioterapia, Cirurgia Oncológica e Hematologia, e que também possui um moderno equipamento de Braquiterapia, utilizado no tratamento de câncer vaginal.

Última modificação em Terça, 11 Setembro 2018 17:21
Avalie este item
(0 votos)