Projeto de perucas solidárias do Dilson Godinho leva mais autoestima para pacientes em tratamento de câncer

10 Jul 2018
1814 vezes

Paciente Elane MunizNos últimos três anos, o Hospital Dilson Godinho destinou empréstimo de mais de 50 perucas para pacientes em tratamento oncológico. A ação faz parte de um projeto solidário desenvolvido pela instituição, através do Grupo de Trabalho e Humanização do hospital (GTH), que visa amenizar o sofrimento e resgatar a autoestima das pacientes que lutam contra o câncer.

Toda a ação é desenvolvida através da doação voluntária de moradores de todo o Norte de Minas, que destinam mechas de cabelos cortados para a confecção das perucas, que são feitas por parceiros.

"Uma amiga minha veio e falou sobre, contou do projeto e me interessei. Fiz a doação quando cortar vou doar novamente. Faz muita diferença, fazer a alegria de uma pessoa é importante, principalmente neste caso das mulheres em tratamento. Melhora a autoestima, isso ajuda muito no tratamento", comenta a pedagoga Juliana Fagundes Aguiar Alves, de 34 anos, de Pirapora.

ATO DE AMOR
Elane Muniz de Souza, de 41 anos, faz quimioterapia para tratamento de um câncer de mama, descoberto em fevereiro. Ela vem a Montes Claros a cada 21 dias e vai intensificar o tratamento, passando a frequentar os atendimentos na unidade semanalmente. Ela não conhecia o projeto antes, mas resolveu aceitar o empréstimo da peruca após perder parte dos cabelos.

Psicóloga Ligia Beatriz

"Achei ótimo. Estou me achando [risos]. Ajuda a recuperar a autoestima, a felicidade. Eu não conseguia me ver no espelho. No início foi um choque. É uma simples coisa, mas que no momento a gente não consegue conformar. Recuperar a autoestima ajuda no tratamento, fico bem comigo mesma", diz.

Segundo a psicóloga Ligia Beatriz, coordenadora do GTH do Dilson Godinho, a perda dos cabelos causada pelo tratamento é um impacto na luta da paciente em tratamento de câncer. "Uma das partes mais importantes da aparência da mulher é o cabelo, por isso a queda do cabelo é um dos efeitos colaterais mais temido e impactante, pois representa a feminilidade e a vaidade".

Para Ligia, o projeto de empréstimo das perucas ajuda diretamente no processo de recuperação das pacientes, que são orientadas pela equipe do serviço de quimioterapia.

"As pacientes podem experimentar várias perucas, escolhendo a que mais se identifica, muitas vezes a mais parecida com o seu cabelo. É sempre uma nova emoção realizar a entrega de perucas e ter a oportunidade de resgatar muitos sorrisos. Cada paciente reage de uma forma ao experimentar a peruca; risos, choro, surpresa e sempre muita gratidão", lembra.


DOE VOCÊ TAMBÉM
As doações de cabelos são recebidas pelo setor de Recursos Humanos do Dilson Godinho, de segunda à sexta-feira, de 7h às 17h. O tamanho do cabelo precisa ser a partir de 20 centímetros; o cabelo precisa ser entregue seco e não tem problema se tiver algum tipo de química.

Última modificação em Terça, 10 Julho 2018 13:26
Avalie este item
(1 Voto)