Pressão alta afeta os rins e coração

07 Jun 2017
316 vezes

shutterstock 162433061Cerca de cem mil pessoas fazem diálise regularmente no Brasil e o tratamento pode durar a vida inteira. Os rins fazem a limpeza do sangue. Separa o que deve ser descartado e o que pode ser reciclado. Nesse trabalho, balanceia fluídos e minerais, controla a pressão sanguínea, mantêm os ossos saudáveis, ajudam a fazer células do sangue e regulam hormônios.

Coração e rins andam lado a lado, o funcionamento de um depende do outro. Tudo que maltrata os vasos do coração maltrata os dos rins. Por isso a pressão alta é tão ruim para esses órgãos, assim como o excesso de açúcar no sangue (causado pela diabetes descontrolada), obesidade e o fumo.

Quando a pressão está aumentada (hipertensão arterial) a força que o coração precisa fazer para bombear o sangue é maior, pois a via (artérias) está menos complacente, isto é, as artérias oferecem maior resistência à passagem do sangue. Esta força maior que ?empurra? o sangue para frente resulta em lesões na parede das artérias

Isso vale para os rins também. Frente à elevação da pressão (hipertensão arterial) as artérias e arteríolas renais são acometidas, resultando em perda progressiva da função excretora do órgão. 

O comprometimento renal causado pela hipertensão arterial ocorre de maneira lenta e insidiosa; por isso a importância de sempre manter a consulta médica em dia.

Nefrologia no Dilson Godinho

A Unidade de Hemodiálise do Hospital Dilson Godinho existe desde 1980 e tem levado o que existe de melhor e mais moderno em tratamentos na área. O hospital é credenciado pelo Ministério da Saúde como Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Nefrologia e Unidade de Terapia Intensiva Adulto. Se precisar de auxílio, procure nossa unidade; 3229-4050.

CONFIRA A NOTÍCIA COMPLETA

 

Última modificação em Quarta, 07 Junho 2017 10:45
Avalie este item
(0 votos)