Pesquisa revela que gastos com o tabagismo somam quase R$ 57 bilhões por ano

05 Jun 2017
1067 vezes

Todos os anos, R$ 56,9 bilhões são gastos pelo Brasil com despesas médicas e em perda de produtividade provocadas pelo tabagismo. Em contrapartida, o País arrecada anualmente apenas R$ 13 bilhões em impostos sobre a venda de cigarros, ou seja, esse valor cobre apenas 23% dos gastos com os males causados pela epidemia do tabaco. 

Os dados, inéditos, são da pesquisa Carga de doença atribuível ao uso do tabaco no Brasil e potencial impacto do aumento de preços por meio de impostos, documento técnico elaborado pelo Instituto de Efectividad Clínica y Sanitária (IECS), da Argentina, com apoio do INCA, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

Uma pesquisa da Vigilância sobre Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) aponta que: de 2006 a 2016, a prevalência de fumantes nas capitais brasileiras foi reduzida em 35% (de 15,7%, em 2006, para 10,2% em 2016). A pesquisa foi feita por telefone nas 26 capitais e Distrito Federal e contou com 53.210 entrevistas. Separada por gênero, a frequência de fumantes é maior no sexo masculino (12,7%) do que no feminino (8,0%). Analisada por faixa etária, a pesquisa mostra que a frequência de fumantes é menor entre os adultos antes dos 25 anos (7,4%), ou após os 65 anos (7,7%) e maior na faixa dos 55 a 64 anos (13,5%).

CONFIRA A NOTÍCIA COMPLETA

 

Última modificação em Segunda, 05 Junho 2017 12:32
Avalie este item
(0 votos)