Presidente da Fundação Dilson Godinho participa de debate em Brasília-DF

11 Mai 2017
668 vezes

WhatsApp Image 2017 05 10 at 07.59.29O presidente da Fundação de Saúde Dilson de Quadros Godinho, o médico Dilson Godinho Junior, participou, nessa terça-feira (09/05), de reunião na Câmara dos Deputados, em Brasília-DF, junto a deputados da bancada mineira e também assessores do Governo de Minas Gerais. O objetivo do encontro foi debater a crise no sistema de saúde, que afeta todo o país, agravada no Norte de Minas pelos problemas sociais e econômicos dos municípios da região.

Durante o encontro Dilson Junior falou sobre a importância da parceria entre os parlamentares e os gestores da saúde, principalmente na proposição de emendas e discussões sobre maneiras de ajudar os hospitais e unidades de saúde mantidas pelas entidades filantrópicas e que prestam atendimentos através do Sistema Único de Saúde (SUS). Para o presidente da Fundação, único representante do Norte de Minas no encontro, existem soluções, que devem ser alinhadas e debatidas.

"São várias soluções possíveis, mas primeiro é preciso renegociar as dívidas dos hospitais, dar um prazo maior para que possam reequilibrar as contas. Isso, ainda assim, não seria a solução definitiva. Com o SUS pagando pelos procedimentos preços abaixo dos custos dos hospitais, logo as entidades teriam que pedir novamente empréstimos. Precisamos de reajuste na tabela do SUS", destaca Dilson Junior.

REDUÇÃO DE LEITOS

Com a crise econômica que se arrasta e afeta várias cidades e estados no país, o sistema de saúde vive um verdadeiro colapso. A situação prejudica diretamente o funcionamento dos hospitais mantidos pelas entidades filantrópicas que atendem pelo SUS. Do ano passado para este ano, foi constada redução no número de leitos ofertados por estas entidades, enquanto a demanda é sempre crescente. No Norte de Minas, a realidade é agravada pelos baixos indicadores socioeconômicos dos municípios da região, aumentando as dificuldades para as unidades em saúde fecharem suas contas e seguir prestando os atendimentos com excelência.

A Fundação de Saúde Dilson de Quadros Godinho, mantenedora do Hospital Dilson Godinho, referência no tratamento ao câncer e especializado em diversos procedimentos de média e alta complexidade, também convive com tais dificuldades, e por isso a importância da participação do presidente da Fundação no debate em Brasília.

O Dilson Godinho mantém a maior parte dos seus procedimentos pelo SUS. Em média, mais de 2,5 milhões de pessoas habitam a área de influência da Fundação de Saúde Dilson de Quadros Godinho, que recebe pacientes de várias regiões de Minas e até de parte da região sul da Bahia.

Avalie este item
(2 votos)