Aumento no número de casos de Chikungunya reforça a importância da prevenção

02 Mai 2017
1565 vezes

27 04 DivulgaEm 2017, a Chikungunya teve um aumento de mais de 3.251%, se comparado aos primeiros quatro meses de 2016. Em 2016 foram 298 casos nos primeiros quatro meses do ano, já em 2017 foram 9.986 casos, no mesmo período. Causada pelo vírus Aedes aegypti, a Chikungunya é uma doença viral, que na fase aguda apresenta sintomas como febre alta, dor muscular, exantema (erupção na pele), conjuntivite e dor nas articulações (poliartrite). Em Minas Gerais, a circulação autóctone (dentro do próprio território) desse vírus acontece desde 2015.

Por isso, as ações de enfrentamento, controle e prevenção são muito importantes para evitar qualquer uma das doenças causadas pelo Aedes. Para o subsecretário de Vigilância e Proteção à Saúde da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Rodrigo Said, esse aumento no número de casos pode ser explicado por diversos fatores, sendo que um deles é que a transmissão da doença, que está relacionada à transmissão pelo vetor, que é o mosquito Aedes aegypti.

Histórico

Em Minas Gerais, no ano de 2017, foram notificados até o dia 26 de abril, 9.986 casos prováveis da doença. No Estado, em 2016, foram registrados durante todo o ano 503 casos, sendo que em 2015, 31 casos. A primeira epidemia documentada dessa doença aconteceu no leste da África, entre 1952 e 1953. Uma curiosidade sobre a doença é Chikungunya significa "aqueles que se dobram" em swahili, um dos idiomas da Tanzânia, que se refere à aparência curvada dos pacientes que foram atendidos nessa primeira epidemia.


Todo cuidado é pouco quando se trata de Zika, Chikungunya e Dengue. Por isso, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) reforça que apesar do fim do período chuvoso – tão característico do verão, a prevenção, o controle e o enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti deve fazer parte da rotina doméstica, uma vez que 90% dos focos são intradomicialiares, ou seja, dentro das casas das pessoas.

Última modificação em Terça, 02 Maio 2017 13:07
Avalie este item
(0 votos)